As vantagens do home office para empresas

Pessoas Mar 26, 2020

A multiplicação tanto de profissões ligadas à comunicação, tecnologia e conhecimento, quanto de ferramentas que facilitam o contato à distância tornam, em muitos casos, os escritórios e horários fixos de trabalho apenas uma opção, e não uma necessidade. Nesse sentido, cabe às empresas e aos profissionais decidirem o modelo mais adequado para ambos.

Do lado dos profissionais, pesquisas indicam uma preferência: segundo dados do Ibope de 2018, 96% dos entrevistados acredita que modernizar o ambiente de trabalho é importante ou muito importante, e 62% deles considera que essa modernização precisa incluir a possibilidade de home office.

Ainda assim, muitas empresas se mantêm resistentes diante da tendência, principalmente por estarem estruturadas e organizadas para o trabalho presencial e por temerem que a mudança leve a uma queda de produtividade.


Leia também: Lista - Talentos da Caiena dão dicas de livros para o Natal


É verdade que o potencial positivo do trabalho remoto depende de fatores como perfil do profissional, tipo de trabalho, treinamento adequado e adaptação da própria empresa. Mas o que estudos apontam é que, com a preparação adequada, as vantagens do home office do ponto de vista dos negócios são consideráveis.


Vantagens do home office para empresas

  • Retenção de talentos
    Um estudo de 2014 demonstrou que profissionais autorizados a trabalhar de casa apresentam taxa de rotatividade (demissão) bem menor que a dos que não têm tal possibilidade. As razões para isso podem ser várias: trabalhar de casa oferece às pessoas melhor qualidade de vida, considerando que se elimina o tempo gasto para ir e voltar do escritório e, consequentemente, situações de estresse ligadas ao deslocamento. Com isso, sobra mais tempo para cuidar de si mesmo, da casa e da família.
  • Produtividade
    O mesmo estudo de 2014 identificou aumento de produtividade de 13% nos profissionais que passaram a trabalhar de casa. Entre as prováveis causas estão diminuição do estresse e do tempo relacionados ao deslocamento, bem como a considerável diminuição no número de interrupções.
  • Redução de custos
    Ter menos pessoas diariamente no escritório implica em economia com energia, limpeza, transporte e alimentação. Ainda que seja necessária a contratação de serviços pagos para comunicação e armazenamento de dados, esse gasto dificilmente se iguala aos de manutenção das pessoas no espaço físico. Até porque a maior parte das empresas já utiliza tais serviços para relação com clientes, por exemplo.
  • Adaptabilidade em momentos de crise
    Quando a empresa possui uma cultura que possibilita o home office, ainda que eventualmente, seus colaboradores, líderes e estrutura já estão, de certa forma, preparados para essa modalidade de trabalho. Por isso, em momentos em que a atividade remota se torna realmente necessária, a transição é muito mais simples. Isso serve tanto para casos extremos, como o que vivemos agora, quanto para situações mais corriqueiras, como quando problemas familiares exigem que algum talento passe mais tempo em casa, ou até quando crises financeiras exigem corte de gastos.

Para que todas essas vantagens do home office sejam realmente alcançadas, as empresas precisam construir um ambiente propício, que estimule a comunicação, a transparência e o engajamento. Neste texto, explicamos como tornar o trabalho remoto uma prática sustentável e vantajosa a longo prazo.

LinkedIn icon Instagram icon Facebook icon Twitter icon
Great! You've successfully subscribed.
Great! Next, complete checkout for full access.
Welcome back! You've successfully signed in.
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
manage cookies