Saiba o que é Capacitismo e como combatê-lo

Diversidade Dez 22, 2021

No nosso cotidiano utilizamos diversas expressões sem ao menos ter a dimensão histórica e a explicação de onde vieram. Com certeza você já deve ter ouvido a frase "Você é cego?" quando uma pessoa tem dificuldade em encontrar algum objeto, por exemplo. Com a ampliação dos debates acerca do respeito à dignidade de pessoas com deficiência, certas formas de se expressar não podem ser mais toleradas.

Este texto é um convite à reflexão e a conhecer um pouco mais sobre a realidade de pessoas com deficiência – aprenda sobre formas mais inclusivas de se comunicar!

O que significa capacitismo?

O termo, que vem ganhando cada vez mais destaque, se refere a falas e atitudes discriminatórias que visam diminuir a capacidade de uma pessoa. A psicóloga e professora do curso de Psicologia da Universidade de Fortaleza, Luciana Maia, explica o termo da seguinte forma:

O capacitismo é um preconceito dirigido a qualquer pessoa que apresenta uma deficiência, seja ela física, intelectual ou sensorial. Como outras formas de preconceito, ele contribui para privar os direitos e a dignidade humana das pessoas com deficiência, determinando e perpetuando desigualdades e injustiças sociais, e contribuindo diretamente para a exclusão social de membros desse grupo. (Via G1)

Na raiz do pensamento capacitista está uma crença de que existem pessoas superiores e outras inferiores, hierarquizadas de acordo com suas habilidades físicas e laborais. O cientista social Julian Simões aponta para o fato de que tais ofensas marcam os corpos considerados dentro do padrão e aqueles que estão de fora, e por isso são desrespeitados: "pesquisadoras e pesquisadores do tema estão chamando essa atitude de corponormatividade, ou seja, um conjunto de normas e regras que visa regular corpos diversos a partir de referências de corpos considerados normais e saudáveis.”

Exemplos de expressões e atitudes capacitistas

Diversas expressões comuns em nosso vocabulário podem ser identificadas como capacitistas, como por exemplo "aleijado", "cego", "autista" ou "demente". Esses termos devem ser riscados do nosso vocabulário justamente por colocar as capacidades físicas e intelectuais de uma pessoa como ofensa, pois têm a intenção de rebaixar o outro com comparações pejorativas.

No entanto, o capacitismo não se torna evidente apenas nas ofensas, mas também ao demonstrar pena de pessoas com deficiência e ao fazer elogios exagerados. Essa é uma atitude que também acaba por desvalorizar e duvidar das capacidades das pessoas com deficiência, diminuindo seu potencial de agência e autonomia.

Como combater o capacitismo?

Ações como a instituição da Lei de Cotas para Pessoas com Deficiência, que está em vigor há trinta anos e determina que empresas com 100 empregados ou mais reservem vagas para o segmento, são um passo importante para inclusão e fomento da independência de pessoas com deficiência.

Além disso, é preciso também criar espaços em que esse tema possa ser debatido amplamente, seja em escolas, empresas ou associações comunitárias. Dessa forma, uma linguagem mais inclusiva e um tratamento digno podem se tornar o nosso padrão de comportamento, ao invés do atual preconceito.

Conclusão

As ações e termos capacitistas representam um tipo de pensamento em que as pessoas com deficiência são pré-julgadas e discriminadas. Por isso, é fundamental que toda a sociedade compreenda a importância de respeitar as pessoas com deficiência, além de apoiar a ampliação dos seus direitos e aprender formas mais empáticas de se comunicar.

E se você gostou desse conteúdo, acompanhe as nossas ações sobre diversidade! Já contamos aqui no blog sobre o que são as tecnologia assistivas e também sobre a importância de considerar a acessibilidade em projetos. Conheça também o Comitê de Diversidade da Caiena, criado para que essas discussões tenham sempre espaço e relevância na empresa.

Marta Barbieri

Cientista Social e Assistente de Comunicação na Caiena.

LinkedIn icon Instagram icon Facebook icon Twitter icon
Great! You've successfully subscribed.
Great! Next, complete checkout for full access.
Welcome back! You've successfully signed in.
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
manage cookies