O framework Scrum é, atualmente, um dos métodos ágeis mais disseminados e utilizados no desenvolvimento de software. A facilidade de compreender o framework encoraja as equipes a utilizá-lo, porém, seu domínio e correta aplicação não são pontos tão simples assim.

Dois dos pilares do Scrum são a Inspeção e Adaptação. Esses pilares se aplicam, inclusive, no questionamento sobre a escolha do framework como método de desenvolvimento.

É muito comum ouvir de membros de times scrum as seguintes frases:

"O ScrumMaster e o Product Owner do nosso time são a mesma pessoa."

"Novamente, passamos 4 horas na Sprint Planning Meeting e no terceiro dia do sprint a prioridade foi alterada e tivemos que nos replanejar."

"Estamos preparando o Sprint Review para demonstrarmos o resultado ao nosso Product Owner."

"Apenas no 5º sprint tivemos um feedback do usuário sobre a entrega realizada no 2º sprint."

O framework Scrum define responsabilidades muito claras para os papéis e objetivos específicos para as cerimônias. Garantir que cada papel cumpra suas responsabilidades e alcance os objetivos das cerimônias é o caminho para o sucesso do projeto. Caso contrário, é muito comum o time começar a questionar a eficácia do framework, sendo que deveria questionar se o método escolhido é o melhor para o contexto do projeto.

Para a situação descrita acima e para times iniciantes no desenvolvimento ágil, a metodologia Kanban é uma excelente opção. Sobre esse tema, recomendo a leitura dos seguintes conteúdos:

Kanban vs. Scrum: What are the differences?

What is Kanban?

Aqui na Caiena, utilizamos ambos os frameworks de acordo com a realidade de cada projeto, e nesse texto aqui falamos um pouco mais sobre isso.