Kindle: vale a pena investir em um?

Dicas Jun 30, 2020

O Kindle é um dos dispositivos preferidos dos leitores que aderiram à leitura digital. Ele permite ler inúmeros livros, revistas, jornais e até arquivos em PDF em um mesmo aparelho. Além disso, você ainda pode levá-lo para qualquer lugar, sem carregar peso.

Mas será que vale mesmo a pena investir em um Kindle e substituir o cheiro e o toque dos livros de papel? Ou um tablet ou celular podem atender bem quem gosta de ler em plataformas digitais? Para ajudar na sua decisão, veja agora as vantagens e desvantagens do Kindle.

Navegue pelo conteúdo:

Como funciona um Kindle?

O Kindle é um dispositivo que permite a leitura de livros digitais (e-books), além de jornais, revistas e outras publicações, sempre em versão eletrônica.

Ao conectar-se a uma rede Wi-Fi, você consegue pesquisar e baixar os livros que quiser. Se você tem uma conta no site da Amazon, o seu e-book é transferido automaticamente para o Kindle no momento da compra. Mas não é necessário ter conta na Amazon para usar o dispositivo. Também é possível fazer o download de livros para o computador e transferi-los para o Kindle via cabo USB.

É importante destacar que a função do Kindle é ser um leitor de livros e não um tablet. Sendo assim, não é possível baixar outros aplicativos.

A ideia principal do Kindle é aproximar ao máximo a experiência de leitura que você teria em livros de papel a um dispositivo eletrônico.

Quais as vantagens de ter um Kindle?

Para quem gosta de ler, o Kindle tem diversos benefícios que, inclusive, estimulam e facilitam a leitura. Confira!

Mais espaço na “prateleira”

Uma das principais vantagens de um leitor de livros digitais (ou e-reader) é poder ter muitos livros, sem ocupar espaço. Toda a sua biblioteca fica reunida no dispositivo e você pode acessar qualquer livro facilmente.

Atualmente, a Amazon disponibiliza diferentes formatos de Kindle, todos com acesso Wifi. O que muda entre os dispositivos é o tamanho da tela, a durabilidade da bateria e a capacidade de armazenamento, que varia entre 8GB e 32GB nos modelos disponíveis.

Para quem viaja bastante, usa o transporte público para ir ao trabalho, escola ou faculdade ou gosta de levar os livros para todos os lugares, um Kindle pode ser a solução ideal.

Experiência de leitura fiel aos livros

Já reparou como é difícil enxergar a tela do seu celular quando bate uma luz solar forte?

Diferentemente das telas de smartphones e tablets, a tela do Kindle é antirreflexo, tornando a leitura agradável mesmo em ambientes muito iluminados. A imagem do livro no Kindle se assemelha a um livro impresso, com tons de preto e branco muito nítidos, já que usa partículas de tinta e fontes feitas à mão.

Você também pode ajustar o tamanho da fonte para que a leitura fique mais confortável.

Leitura melhor à noite

Além disso, o Kindle possui uma iluminação embutida e regulável que permite que você leia em ambientes escuros. E o melhor: o aparelho não emite luz azul – como nos tablets e smartphones –, o que faz com que ele não atrapalhe outras pessoas no mesmo espaço.

A luz azul pode ser também prejudicial ao sono, já que é capaz de inibir a produção de melatonina pelo corpo e gera um cansaço nos olhos, o que não acontece com quem lê no Kindle.

Ampla duração da bateria

Ainda em comparação com os tablets, computadores e smartphones, a bateria do Kindle pode durar cerca de seis semanas fora da tomada, evitando o inconveniente de acabar a energia bem no meio da sua leitura.

Economia na compra de livros

Fazendo uma comparação na loja da Amazon, é possível verificar que os e-books são geralmente mais baratos que os livros impressos e você não precisa nem esperar que ele chegue em sua casa.

O livro Orgulho e Preconceito, da escritora Jane Austin, é um dos mais vendidos na Amazon. A versão física da obra custa a partir de R$ 54,40. Por outro lado, a versão e-book para o Kindle custa a partir de R$ 14,80.

E ainda que alguns livros tenham o mesmo preço na versão física e na versão digital, é importante considerar que o e-book para o Kindle sempre será mais barato por não cobrar fretes ou taxas de entrega.

Marcação da leitura e pesquisa

O Kindle também permite que você marque partes do livro, pesquise o significado de termos, escreva notas, veja a tradução de palavras em outros idiomas e ainda se conecte à Wikipedia para pesquisas mais aprofundadas.

Além disso, o dispositivo registra o progresso da sua leitura, mostrando a posição que você parou e a porcentagem que falta para terminar o livro ou o capítulo.

Transferência de arquivos

O Kindle também possibilita a transferência de arquivos do seu computador para o dispositivo, como PDFs e outros formatos. Basta enviar o arquivo para um e-mail exclusivo da Amazon e ele será convertido para o formato do Kindle.

Esta funcionalidade torna o dispositivo muito útil para quem quer ler artigos acadêmicos, materiais de estudo e trabalho.

Empréstimo de livros

O Kindle ainda permite que você empreste livros aos seus amigos por um período de 14 dias, enviando-os por e-mail. Porém, o título não ficará disponível para você durante esse tempo.

Diversidade de  modelos

O Kindle já está em sua 10ª geração e possui diferentes modelos para venda, com preços diversos. O mais simples custa cerca de R$ 349,00 e o mais caro – a versão Kindle Oasis - chega a uma média de R$ 1.149,00. Todos são vendidos no Brasil.

E quais as desvantagens do Kindle?

Apesar das muitas vantagens, o Kindle não substitui a experiência de pegar o livro, sentir o cheiro, passar as páginas e criar uma conexão com a obra física.

Além disso, um fator limitante do Kindle é que o livro precisa estar disponível em formato digital para você conseguir baixá-lo.

Interface preto e branca

Por ter interface preto e branca, a experiência do Kindle não é tão boa para livros de design, fotografia, livros infantis, com muitas imagens e gráficos ou em que as cores são um fator importante. O aparelho é feito para e-books com texto.

Falta de iluminação

O modelo básico do Kindle não conta com luz embutida, o que inviabiliza a leitura à noite ou no escuro – assim como um livro impresso. Para adquirir um modelo com luz, é preciso comprar a versão Kindle Paperwhite ou superior, o que significa investir mais dinheiro na aquisição do aparelho.

Adeus à dedicatória

Um livro digital também não permite que sua publicação seja autografada pelo autor ou que você escreva uma dedicatória para dar de presente.

Kindle Unlimited X Prime Reading

Além de disponibilizar os e-books para venda em sua loja online, a Amazon oferece dois serviços de leitura para quem quer fazer uma assinatura mensal e ler à vontade. A principal diferença entre eles é a quantidade de publicações disponíveis para leitura.

Ao contrário do Kindle Unlimited, no Prime Reading o catálogo de e-books e revistas é limitado. Mesmo assim, estão disponíveis centenas de publicações, que são rotativas, ou seja, os títulos oferecidos mudam com o tempo para os assinantes Amazon Prime, que custa a partir de R$ 9,90 mensais.

Para acessar o Prime Reading, você não precisa ter um Kindle. É só baixar o app do serviço em qualquer dispositivo móvel. Além disso, é importante lembrar que, uma vez que é preciso baixar os livros e ler online, ter uma boa conexão de internet é essencial.

Já com o Kindle Unlimited, você paga cerca de R$ 19,90 por mês (após o período gratuito de 30 dias) e passa a ter acesso a mais de um milhão de e-books no catálogo. Ele também permite baixar as publicações no app em qualquer dispositivo, não apenas no Kindle, e você não paga pelo valor do livro, apenas a assinatura.

Em comparação à disponibilidade de livros, o Unlimited é mais vantajoso. Entretanto, com o Amazon Prime você pode ver filmes, séries, ouvir músicas e ainda ler por um preço mais barato.

Afinal, vale a pena investir em um Kindle?

Como você pôde perceber pela lista de prós e contras acima, existem muito mais vantagens que desvantagens de se investir em um Kindle.

Mas caso você não seja tão fã da leitura digital, o investimento pode não valer a pena, uma vez que você pode acabar deixando o dispositivo de lado. Já para quem tem o hábito de ler e-books (ou quer criar), é uma boa compra.

Se você ainda está indeciso com a compra do dispositivo, uma dica é baixar o aplicativo Kindle em seu celular, tablet ou computador e tentar se adaptar à leitura online antes de adquirir o aparelho.

Uma coisa a ter em mente é que ter um Kindle não dispensa o livro impresso. Você pode ter ambos e usufruir o melhor dos dois mundos, quando quiser!Está em dúvida do que ler no seu Kindle? Confira 4 dicas de leitura sobre design thinking.

Este texto foi escrito em parceria com o blog Melhor Plano.

Caiena – Tecnologia e Design

Usamos a tecnologia e o design para solucionar problemas complexos – levando em consideração, desde o início, o ponto mais importante do processo: as pessoas.

LinkedIn icon Instagram icon Facebook icon Twitter icon
Great! You've successfully subscribed.
Great! Next, complete checkout for full access.
Welcome back! You've successfully signed in.
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
manage cookies