Conheça o lifelong learning – prática que está entre as competências essenciais do futuro

Educação 15 de Fev de 2022

Segundo o National Bureau of Economic Research, até mesmo nas startups – empresas conhecidas pela capacidade disruptiva – a média de idade das lideranças bem sucedidas é 45 anos. Por que essa é uma boa notícia? Porque ela vai na contramão da crença imediatista de que o sucesso acontece na casa dos vinte anos ou não acontece mais.

É sempre tempo para se aperfeiçoar e aprender novas habilidades! Como vamos apresentar neste texto, se ver como um eterno aprendiz pode te levar ainda mais longe.

Tire todas as suas dúvidas sobre o conceito de lifelong learning a seguir.

O que é lifelong learning?

Lifelong learning pode ser traduzido para o português como aprendizagem contínua. Não se trata, porém, de um curso ou uma disciplina de estudo. O lifelong learning diz respeito a uma postura diante da vida, uma mentalidade voltada para a aprendizagem a partir de diversas fontes.

E quando dizemos “diversas fontes”, são diversas mesmo! Este é um ponto valioso para compreender o lifelong learning. Estamos acostumados a associar os processos de aprendizagem sempre a um espaço e tempo delimitado – como um curso de graduação que leva em média 4 anos para ser concluído.

Porém, o lifelong learning chama atenção para o fato de que a aprendizagem não acontece apenas nesses espaços, existem muitas formas de aprender que estão diluídas no cotidiano. Costumamos chamar essas habilidades que não estão relacionadas à educação formal de soft skills, que são as competências socioemocionais adquiridas e aperfeiçoadas nas diversas situações da vida, como o convívio com as diferenças, a resolução de problemas e as trocas com as pessoas.

Assim, é possível dizer que o lifelong learning diz respeito ao aprendizado contínuo de habilidades técnicas (hard skills) e principalmente de habilidades socioemocionais (soft skills).

Os quatro pilares do lifelong learning

A Lifelong Learning Council Queensland, organização voltada a compilar estudos e organizar eventos sobre o tema, identificou 4 pilares para a prática do lifelong learning.

  • Aprender a conhecer: decorar uma matéria antes de uma prova é uma forma de estudar, mas não é a única. Aprender a conhecer diz respeito a ter prazer no processo de reflexão a partir da busca por temas que despertem curiosidade; isso irá fomentar a postura autônoma no processo de aprendizagem.
  • Aprender a fazer: aprender com a "mão na massa" é muito importante, visto que a aprendizagem provocada por tarefas da rotina, desafios e responsabilidades promovem o desenvolvimento pessoal.
  • Aprender a conviver: todas as nossas trocas promovem aprendizado! Ao estar atento a isso, é possível aprender por meio da observação, do recebimento de feedbacks e da convivência em grupo.
  • Aprender a ser: isso quer dizer que o indivíduo precisa se tornar responsável pelo seu processo de aprendizado. Autoconhecimento, neste pilar, é fundamental! Diferente de ter um currículo imposto para si, ao conhecer seus interesses e desafios, é possível traçar um caminho personalizado de aprendizado livre e autônomo.  

Qual a importância do lifelong learning?

Segundo o Fórum Econômico Mundial, o desenvolvimento contínuo de competências será uma das habilidades mais demandadas pelas empresas nos próximos anos. Este dado está presente no relatório do Fórum Econômico Mundial sobre o futuro do trabalho. Nele foram apontadas como hard skills fundamentais a programação e a experiência do usuário. Já as soft skills que foram listadas são as estratégias de aprendizagem e aprendizado ativo, o pensamento analítico, a criatividade e a liderança.

Assim, é possível dizer que a importância do lifelong learning está ligada a uma habilidade de se manter atualizado e em constante movimento. No entanto, não podemos resumir o lifelong learning a algo voltado apenas para o mercado de trabalho, uma vez que essa mentalidade é ampla e os aprendizados podem ser expandidos para todas as esferas da vida – o trabalho é apenas uma dessas esferas.

Como tornar o lifelong learning um hábito?

Em seu livro Lifelong learners: o poder do aprendizado contínuo, Conrado Schlochauer discute o conceito de lifelong learning e aposta na aprendizagem autodirigida como a maneira mais eficaz de aprendizagem na idade adulta. Segundo Conrado,

"a aprendizagem autodirigida é um processo pelo qual os indivíduos têm a iniciativa, com ou sem ajuda dos outros, de diagnosticar suas necessidades de aprendizado, estabelecer metas e identificar os recursos humanos e materiais para o aprendizado, escolhendo e implementando estratégias de aprendizado apropriadas e avaliando o resultado de seu aprendizado."

Para quem está começando a se familiarizar com as noções do aprendizado autodirigido e da mentalidade de aprendizado continuado, estes podem ser os primeiros passos:

  • Aposte no autoconhecimento! Identifique pontos a serem aperfeiçoados e selecione assuntos que sejam do seu interesse;
  • Faça um planejamento para organizar os estudos. Mesmo que seja um cronograma de longo prazo, faça com que o hábito se torne presente no dia a dia;
  • Acompanhe seu progresso ao longo do tempo e comemore seus avanços.

Conclusão

Lifelong learning é uma mentalidade voltada ao aprendizado ao longo da vida. Fundamental não apenas para se manter um profissional atualizado, mas também para se tornar responsável pelo próprio processo de aprendizagem! Assim, conhecendo interesses e limitações, é possível se aperfeiçoar e adquirir novas habilidades mesmo na idade adulta.

Aprender não é apenas o que acontece na educação escolar formal! A aprendizagem pode, e deve, ser um processo prazeroso e recompensador – sem hora para terminar.

Gostaria de receber mais conteúdos deste tipo? Uma forma de se manter informado sobre os temas mais relevantes do design, e da tecnologia, é assinando a nossa newsletter – gratuita e quinzenal. Para assinar, clique aqui.

Ah! O time aqui da Caiena está sempre criando soluções criativas e crescendo – e adoraria contar com seu talento. Se quiser conhecer as nossas oportunidades, clique aqui!

Marta Barbieri

Cientista Social e Assistente de Comunicação na Caiena.

LinkedIn icon Instagram icon Facebook icon Twitter icon
Great! You've successfully subscribed.
Great! Next, complete checkout for full access.
Welcome back! You've successfully signed in.
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
manage cookies