Como se inscrever no iF Design Award: veja dicas e etapas

Design Fev 13, 2020

O iF Design Award, apelidado de “o Oscar do design”, é uma das mais importantes premiações mundiais da área. Em 2020, foram mais de 7.200 inscrições vindas de todo o mundo, analisadas por um júri de 78 especialistas e com grandes nomes entre os premiados, como Apple, Eletrolux e Panasonic.

Ele recebe inscrições em sete disciplinas – produto, embalagem, comunicação, design de interiores, arquitetura, design de serviço e conceito profissional.

Neste texto, contamos como é este processo de inscrição e compartilhamos nossa experiência com o prêmio – dois trabalhos da Caiena já foram reconhecidos pelo iF, o Ceará Transparente em 2018 e o SOL em 2020. Além disso, a coordenadora de projetos do Centro Brasil Design, que representa o iF no Brasil, deu dicas sobre como preparar um bom material para participação.


Veja também: Do designer industrial ao de sobrancelhas: o que é design?


Datas

Fique atento aos prazos. As inscrições para o iF Design Award começam sempre no primeiro semestre, e quem se registra com antecedência paga taxas consideravelmente mais baixas – a diferença pode ultrapassar o valor de 100 euros (cerca de 470 reais).

Para acompanhar as datas, sugerimos seguir o iF e o Centro Brasil Design nas redes sociais. Vale destacar, também, que nem todos os materiais precisam ser enviados no ato da inscrição – em 2020, o processo foi aberto em março e o prazo final para envio de materiais, mesmo para quem se inscreveu no primeiro mês, foi novembro.  

Processo de inscrição no iF Design Award

As etapas para se inscrever no iF pode variar de acordo com as disciplinas e categorias. No caso da categoria de produto, por exemplo, é preciso enviar o objeto inscrito à Alemanha, onde o evento é sediado. Fora isso, todas as etapas acontecem online, por meio da própria plataforma do iF. As informações solicitadas são:

  • Nome, disciplina e categoria. A categoria é como um afunilamento da disciplina. A Caiena, por exemplo, inscreveu o SOL na disciplina Design de Serviço, categoria Governos e Instituições;
  • Imagens: as imagens devem apresentar o produto visualmente, mas também incluir informações resumidas que forneçam mais informações aos jurados. No caso dos projetos premiados, elas são utilizadas nos materiais de divulgação;
  • Descrição: uma breve descrição em inglês sobre o que é o projeto, para que serve, qual o benefício, porque merece ser premiado e questões similares;
  • Critérios de avaliação: é preciso selecionar no mínimo um e no máximo três critérios nos quais você acredita que seu projeto se destaca. As opções são Inovação e elaboração, Funcionalidade, Estética, Responsabilidade e Posicionamento;
  • Grupo-alvo: selecionar quais são os públicos-alvo do produto;
  • Regiões-alvo: quais regiões do mundo o produto visa atender?
  • Tempo de desenvolvimento do produto;
  • Data de lançamento, publicação ou início de operação;
  • PDF: esse é o material que oferecerá as informações mais detalhadas sobre o seu projeto e deve ser feito com muita atenção. O conteúdo deve conter até oito páginas, ser escrito em inglês e incluir elementos visuais. Por se tratar de um item especialmente importante, daremos dicas mais detalhadas abaixo.
Captura de tela de inscrição no iF Design Award
Captura de tela de inscrição na plataforma do iF

Veja também: As armadilhas da "cultura de startup"


Materiais opcionais

O iF da espaço para o envio de materiais não obrigatórios, mas que podem ajudar o júri a conhecer melhor o projeto.

  • Imagens adicionais: é possível enviar imagens adicionais, que também podem conter pequenas explicações sobre o produto. Vale destacar que essa possibilidade varia de acordo com a disciplina em que o projeto se enquadra;
  • Vídeo: uma URL para vídeo do Youtube ou Vimeo sobre o projeto. Caso o projeto seja premiado, o vídeo será integrado à sua página de exibição;
  • Segunda URL: adicione um link que ofereça informações adicionais sobre o produto.

Material em PDF

Como prometido, voltamos a falar sobre o PDF! O arquivo é a principal oportunidade de explicar detalhadamente seu produto aos jurados do iF. Sobre sua preparação, a jurada no iF Design Award 2020 e coordenadora de projetos do Centro Brasil Design, Juliana Buso, deu duas dicas importantes.

A primeira é sobre a tradução: "tem que ser uma tradução bem feita. O júri é bem internacional, então o inglês precisa ser profissional." Já sobre o conteúdo propriamente dito, Juliana orienta:

"É preciso deixar sempre bem claro do que se trata o projeto, essa é a dica principal. Às vezes, o júri abre um PDF e não entende de imediato sobre o que é. Então desde a primeira página o júri tem que saber o que é aquilo, do que estamos falando. Depois você conceitua, depois fala para quem é, e no final o benefício que aquele produto traz para sociedade, para o mundo."

Outras orientações para se inscrever no iF Design Award

Para orientações mais específicas sobre a inscrição no iF Design Award, entre em contato com o Centro Brasil Design. A instituição é o escritório representativo do iF no país e está preparada para auxiliar todos os que desejam participar!

E se quiser saber mais sobre a experiência da Caiena com o iF, é só acessar o texto sobre a premiação do SOL e do Ceará Transparente.

Karina Sanitá

Jornalista, ouvinte de podcasts e assistente de comunicação e conteúdo da Caiena.