Design thinking é um modelo mental. Design thinking é um método de resolução de problemas. Design thinking é uma técnica para ressignificar demandas de pessoas e organizações. Design thinking é o quê, afinal?

Separei 4 leituras que ajudam a responder as primeiras perguntas de quem está começando a estudar e praticar "design thinking" – principalmente quando a formação/experiência dessa pessoa é em áreas mais distantes do Design.

1. Entrevista com David Kelley

David-Kelley
David Kelley cofundou a IDEO há cerca de 30 anos (Foto: Reprodução)
A primeira sugestão de leitura é uma entrevista (em inglês) com David Kelley, fundador da IDEO e um dos criadores da d.school, na Universidade de Stanford. David Kelley é uma das principais referências em design thinking quando definido como método de design e resolução de problemas a partir de reframing – redefinição do problema dado – e trabalho em equipes multidisciplinares.

Referência: CAMACHO, M. David Kelley: From Design to Design Thinking at Stanford and IDEO. She Ji: The Journal of Design, Economics, and Innovation, v. 2, n. 1, p. 88–101, 1 mar. 2016.

2. O livro “Design Thinking: Uma metodologia poderosa para decretar o fim das velhas ideias”

Livros-Design-27042018-1635 (Foto: Paula Mariane)

Em linha com a entrevista do David Kelley, a segunda sugestão é o livro "Design Thinking: Uma metodologia poderosa para decretar o fim das velhas ideias" do Tim Brown, CEO da IDEO e uma das principais referências na difusão do design thinking.

Referência: BROWN, T. Design Thinking: Uma metodologia poderosa para decretar o fim das velhas ideias. Rio de Janeiro: Campus, 2010.

3. O artigo “The core of 'design thinking' and its application”

Kees Dorst
Dorst desenvolve pesquisas relacionando design, filosofia e negócios (Foto: Reprodução)

Enquanto as duas primeiras leituras estão mais alinhadas com uma definição de design thinking como metodologia, as duas últimas podem ser consideradas mais acadêmicas e exploram mais uma definição de design thinking como modelo mental ou processo de criação.

A terceira sugestão é o artigo (em inglês) "The core of 'design thinking' and its application", do Kees Dorst, da University of Technology Sydney (Austrália) e da Eindhoven University of Technology (Holanda). No artigo, Dorst usa uma abordagem lógica para destacar e racionalizar a aplicação do design thinking na inovação e solução de problemas em organizações.

Referência: DORST, K. The core of “design thinking” and its application. Design Studies, v. 32, n. 6, p. 521–532, nov. 2011.

4. O Livro “Design Thinking: understanding how designers think and work”

Livros-Design-27042018-1638
(Foto: Paula Mariane)

Por fim, a quarta sugestão é o livro (em inglês) "Design Thinking: understanding how designers think and work", do Nigel Cross. No livro, Cross descreve o processo de design de designers e equipes de design em vários segmentos diferentes.

Referência: CROSS, N. Design thinking: Understanding how designers think and work. [s.l.] Berg, 2011.

BÔNUS: o artigo "The divisiveness of design thinking"

O artigo "The divisiveness of design thinking" (em inglês) escrito pelo designer Jon Kolko mostra como existem muitas visões diferentes sobre o tema e faz um ótimo panorama histórico sobre essa abordagem de fazer e pensar design.

Referência: Jon Kolko. 2018. The divisiveness of design thinking. Interactions 25, 3 (April 2018), 28-34. DOI: https://doi.org/10.1145/3194313


Acredito que essas 5 leituras são capazes de introduzir o tema "design thinking" para alguém iniciando os estudos sobre essa prática, como também ajudar a expandir os horizontes daqueles mais experientes.

Você já leu alguma dessas sugestões? Quais seriam as suas?